Hamsters de Biblioteca

As leituras do Corvo

"Breve, mas com uma complexidade muito sua. Directo, mas cheio de pequenas surpresas escondidas nos detalhes. Cativante, surpreendente e visualmente muito bonito. Tudo isto se aplica na perfeição a este Hamsters de Biblioteca. História de um estranho lugar e das suas estranhas gentes - num mundo que poderia estar bem distante, mas cuja verdade está aqui tão perto. Recomendo."

Carla Ribeiro

Texto completo: aqui

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O Mel e as Vespas

Opinião do escritor Luís Novais:

"A consciência sentida é talvez o único caminho para a reforma positiva. Ler “O Mel e as Vespas” é sentir e consciencializar. Por isso, esta obra é transformação e, sendo-o, é literatura em estado puro."

Luís Novais
Texto completo: aqui

Excerto do blogue "Dos Meus Livros":

"Mais uma vez, o estilo de Fernando Évora é um dos fatores mais positivos da sua obra: um estilo límpido, poético sem perder uma tremenda objetividade, são elementos que convidam o leitor a sorrir quanto percorre as páginas do romance."

Manuel Cardoso
Texto completo: aqui

Outras críticas:

goodreads: comunidade de leitores

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Amor e Liberdade de Germana Pata-Roxa
 

Excerto do blogue "Dos Meus Livros":

" A  escrita de Évora sabe a terra. Sabe a povo. O estilo, claro, límpido, permite-nos viajar com ele ao correr das linhas, numa espécie de encenação que cada página compõe, como se se tratasse de um filme. Numa época em que a literatura portuguesa está pejada de escuridão, de personagens sombrias que ilustram visões negras do mundo, é bom saborear uma obra como esta, em que as personagens respiram a bondade humana, o lado solar da vida."

Manuel Cardoso
Texto completo: aqui


Excerto do blogue "Viajar pela leitura":
 
"Fernando Évora é um grande contador de histórias, histórias estas que pertendem realçar a condição humana em todas as suas vertentes"

Paula Teixeira
Texto completo: aqui


Opinião do escritor Luís Novais:
 
"Nesta série de contos desfila-nos o drama que hoje enfrentamos, não só em Portugal, mas no Ocidente. A questão literária deste livro é igual à questão histórica que se nos coloca: o que fazer com a energia que ainda temos? Aprisionarmo-nos na raiva contida, ou insubmetermo-nos em amor e liberdade?"

Luís Novais
Texto completo: aqui



Outras críticas:

"O que os livros me dizem"

Blogue "Os livros nossos"

Goodreads: comunidade de leitores

As leituras do corvo



-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



 
No País das Porcas -Saras

Excerto do blogue "Viajar pela leitura":
 
"Gostei da escrita de Fernando Évora, uma escrita segura onde a ironia e o vocabulário usados fazem todo o sentido e enriquecem de tal forma o texto que às tantas estamos a ler verdadeiramente alheios ao que se passa à nossa volta e só a história nos capta toda a atenção…
Aconselho este livro sem reservas, pois esta é uma EXCELENTE leitura!"

Paula Teixeira
Texto completo: aqui


 
Excerto do blogue "Dos Meus Livros":
"Ao longo da leitura veio-me à memória, por várias vezes, o imortal filme de Ettore Scola “Feios, Porcos e Maus”: a sátira simultaneamente trágica e cómica, a ironia; a desmistificação da pobreza. Ser pobre não implica ser bom ou ser ingénuo. "

Manuel Cardoso
Texto completo: aqui


Outras críticas:

Ventos Dispersos

Goodreads





-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Como se de uma fábula se tratasse


Do júri do Prémio Manuel Teixeira Gomes 2005 (Casimiro de Brito, J. J. Dias Marques, José Alberto Quaresma):
 
"Como se de uma fábula se tratasse é uma bem-humorada meditação sobre a vida, em forma de discreta fábula, que narra as aventuras picarescas de um gato, do nascimento até à passagem de testemunho a um gato da geração seguinte. Nesse trajecto, o herói relaciona-se com outros animais -inesquecível o Gato Esteves (referência a Cat Stevens), perfeito bully, que tem como objectivo de vida aterrorizar os mais fracos - e com várias pessoas, estando todas as personagens caracterizadas com certeiros traços. A acção é imaginativa e surpreende repetidamente, sendo comentada amíude pelo narrador, num delicioso tom sarcástico. A linguagem revela grande exuberância lexical."

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A Fonte de Mafamede

goodreads
 

biografiaagendacronologia literáriaobras publicadasadquirirlinkscontacto